Ion3 Window Manager

Há pouco tempo adquiri um netbook modelo Asus 1000HA com 1GB de ram. Fiquei insatisfeito com o desempenho do Windows XP Home edition (apesar de ser bem enxuto). Instalei NetBSD com a ajuda do meu queridíssimo irmão que me auxiliou na criação do pendrive bootável. Consegui deixar ele compatível com todas as funcionalidades (Wireless workando, Camera, touchpad … ).

Até aí tudo bem, pois eu havia deixado meu netbook com dualboot pelo windows (Windows + NetBSD). Mas eu sou um cara muito fuçador e não descanço até tentar rodar coisas que sempre achei impossível fazer. Se você advinhar o que eu fiz te dou um aperto de mão… hehehehe.

Ok vou contar… Nessa época que instalei o NetBSD havia muita gente falando sobre o Android (Sistema Operacional do Google para dispositivos móveis) que ele poderia rodar em netbooks. Pronto foi só eu saber disso corri atrás de uma imagem pra já tentar uma instalação. Mas o final não foi bem assim, fisguei o pendrive já com o Android gravado bootei meu netbook e advinha o que aconteceu??? A imagem iniciou um processo de zerofill no meu HDzinho SATA 🙁 na hora eu fiquei louco, tentei dar ctrl+c pra tentar dar stop na operação, enfim resultado disso? fracasso.

Sorte que eu tinha a instalação do Ubuntu Netbook Remix e consegui ainda trabalhar com o netbook sem problemas por um curto período. Não é muito minha praia utilizar sistema operacional com muita interface gráfica, tanto porque meu computador não tem capacidade para processar tudo o que eu quero e se for gastar recurso com visual, prefiro utilizar letras brancas sobre o preto em textmode.

Depois de um tempo reinstalei o Windows XP com um pendrive de 8gb emprestado de um amigo do meu outro irmão Júlio, que possíbilitou a recuperação do meu HD como se fosse de fábrica.

Dessa maneira acabei partindo para o Debian 5.0 (lenny) porque é super ultra enxuto.

O Window Manager que estou utilizando agora é o Ion3, indicado pelo meu amigo Paulo Matias (thotypous) – inclusive quero agradecer muito, pois estou gostando de utilizar esse WM.

Abaixo quero compartilhar uma scrot do meu workspace.

 

Crossbrowsing, deu pau no ie6 e agora?

Neste post estarei tratando alguns aspectos relativos a tecnologia XHTML+CSS que é utilizada na codificação de interfaces na web.

Antigamente eu codava CSS e perdia muito tempo alinhando elementos nos browsers da época, as vezes uma ficava sem altura, eu colocava borda e o negócio não funcionava. Até que um dia eu descobri através da leitura na internet de como corrigir esses “bugszinhos” com hack’s.

O hack mais interessante que consegui fazer foi colocar o atributo “overflow: hidden” quando você tem uma div como container e 2 sub-divs com float left e right. O atributo overflow ficaria na DIV container, corrigindo o bug de altura de uma div. Segue um exemplo utilizando CSS apenas:

div#container {
    width: 400px;
    overflow: hidden
}

div#container .left, div#container .right {
    float: left;
    width: 195px
}

Outra dica interessante é utilizar uma classe para alinhar elementos com float. Geralmente tenho utilizado a seguinte definição:

.left {
    float: left;
    display: inline /* este atributo é importante para corrigir bug de padding no IE6 */
}

.right {
    float: right;
    display: inline

}

Essas dicas me auxiliam bastante quando tenho problemas de espaçamento em diferentes browsers.